21: Cérebro de Lagarto

Como prometido no último episódio, essa semana seguimos a questão dos viéses cognitivos até sua origem inevitável: o cérebro de lagarto, o pensamento automático e instintivo, em resumo, os preconceitos. O quanto podemos ou devemos nos deixar guiar pelos preconceitos, e o quanto devemos aceitá-los como sociedade? 

Depois, trazemos um assunto que costuma ser muito discutido quando se trata das práticas de outros países, mas que, sendo de iniciativa do nosso próprio governo, não recebe a atenção que julgamos adequada: os aparatos de vigilância, mais especificamente a proposta de criação de um sistema nacional centralizado de identificação e informações dos brasileiros. 

Comentários (de 0:31 até 1:40)

No podcast 20, o Jorge disse que não era permitido fazer exames toxicológicos em funcionário no Brasil, o que está errado. Em determinadas situações, principalmente envolvendo segurança, esses testes são permitidos, porém com uma série de restrições.

Preconceito (de 1:43 até 32:32)

Registro Civil Nacional (de 32:36 até 1:03:52)

  • Real ID: Costs & Benefits (Bruce Schneier, em inglês)
  • Site vende dados de brasileiros na internet e entra na mira da Justiça (Olhar Digital)
  • EUA investigam gigantesco vazamento de dados de funcionários federais (IDG Now)
  • Vazam na web dados pessoais de quase toda a população de Israel (IDG Now)
  • Especialista detecta 'backdoors' em roteadores da D-Link (Convergência Digital)
  • Exigência de chips em carros prevista para 30 de Junho (Auto Esporte)
  • Como enganar um sistema de segurança com impressão digital (Instructables, em inglês)
  • CEF deve indenizar caseiro Francenildo em R$ 400 mil, decide TRF-1 (ConJur)
  • Para a PF, Casa Civil montou dossiê sobre gastos de FHC (Folha de S. Paulo)

20: Desconto Hiperbólico

Sabe onde vende o Playstation 4 mais caro do mundo? E o iPhone 6 mais caro do mundo? Sim, no Brasil, onde continuarão sendo os mais caros do mundo - entre outros tantos eletrônicos com menos espaço na mídia -, já que o país decidiu não se juntar a 80 outros signatários em um acordo da OMC para cortar impostos de importação sobre esse tipo de produtos. Possível má notícia para o país, mas boa notícia para a pauta desse podcast, onde virou o primeiro assunto da semana.

Seguindo a temática "Estado atrapalhando nossa vida em nome de um bem maior" e já dando uma prévia de assunto da próxima semana, na segunda parte comparamos propostas de taxação sobre refrigerantes e sobre combustíveis, e o que existe por trás desse tipo de legislação: o viés cognitivo conhecido como "desconto hiperbólico". 

Por essa semana é só, um episódio um pouco mais curto que o de costume, mas com os mesmos vários links de sempre. 

Comentários (0:31 até 8:54)

Acordo de livre comércio de eletrônicos (9:00 até 27:49)

  • Acordo elimina tarifas para eletrônicos em 80 países, mas Brasil resolve ficar fora (Infomoney)
  • Brasil "faz a egípcia" para acordo global de isenção tributária de eletrônicos (Época)
  • Fréderic Bastiat (Wikipedia)
    • Livro "O que se vê e o que não se vê” (francês, inglês e espanhol)
    • Livro com resumo de vários textos em português, editado pelo Instituto Mises Brasil (download gratuito ou comprar em papel)
  • David Ricardo, que explica as vantagem da especialização do trabalho
  • Uruguai vira polo de serviços para a região (Valor Econômico, via NTC & Logística)
  • Acordo sobre comércio mundial é a 1ª vitória do brasileiro à frente da OMC (G1, em 2013)

Limites do Estado Babá (27:51 até 44:24)

  • O imposto do refrigerantes mexicano está funcionando. Os Estados Unidos deveriam aprender com isso. (Wired, em inglês)
  • O Estado Babá, livro de David Harsanyi (em português, sob encomenda: Cultura, Travessa; em inglês: Amazon)
  • Desconto hiperbólico (Wikipédia)
  • Limites para consumo de combustível podem salvar o clima? (Economist, em inglês)
  • "Para combater as mudanças climáticas" (Jeffrey Sachs, no Ciência em Pauta)

19: Chamem o Batman

Direitos e deveres: discussão semântica inútil, ou coisas realmente diferentes? Nessa semana, acabamos nos aproveitando de dois fatos razoavelmente recentes para nos aventurarmos por discussões um pouco mais filosóficas e de respostas difíceis.

Primeiro, aproveitamos a crescente documentação de casos de aparente abuso de força e poder por parte de policiais mundo afora, para dar nossos titulares 20 Centavos sobre o limite apropriado de suas condutas, bem como qual seu papel e deveres perante a sociedade. Ato contínuo, acabamos falando sobre direitos de uso da força, monopólio da mesma pelo Estado e o quão fácil é julgar situações de vida ou morte no conforto de casa, assistindo a um vídeo no YouTube.

Para a segunda parte, passamos dos homens aos animais. Na semana em que um juiz acatou pedido de liminar suspendendo a lei que proíbe a comercialização do foie gras em São Paulo, tiramos o Jorge de sua zona de conforto para pensar como podemos lidar com a arbitrariedade e o autoritarismo inevitavelmente necessários ao estabelecimento de regras que garantam um tratamento ético (ou "humano") de nossa parte para com outros animais. 

Antes de terminar, reforçamos o fato de que agora, também, temos um perfil no Twitter (@20cPod), onde devemos ser mais ativos e compartilhar coisas relacionadas a nossos interesses e assuntos de shows anteriores com mais frequência do que no Facebook, por não termos as limitações do draconiano algoritmo de relevância desse. Como sempre, deixamos nosso muitíssimo obrigado ao crescente número de patronos lá no Patreon e reiteramos o pedido de que deem sugestões de contrapartidas que possamos dar pelo apoio ao nosso trabalho (seja uma camiseta, uma caneca, um conteúdo especial etc). 

Agora dê o play, entre preparado para uma conversa solta e sem respostas ou teorias prontas, e siga os sempre variados links abaixo:

Uso da força por policiais (de 0:32 até 36:51)

Direitos dos animais (de 36:57 até 1:00:30)

18: Geoestupidez

Como, nos últimos dias, ninguém parece falar de outra coisa que não a crise na Grécia, nos sentimos obrigados a… falar de outra coisa que não a crise na Grécia. Mais especificamente, partimos da recente decisão da Slate de cobrar o acesso ao site de usuários de fora dos EUA para falar de um assunto um pouco mais perene do que o nosso usual: modelos de negócio para produtores de conteúdo em plataformas digitais.

Mas podem ficar tranquilos que, apesar da aparente especificidade do assunto, conseguimos arranjar várias oportunidades para sair em tangentes e mencionar casos e causos curiosos. Inclusive a crise na Grécia. Sem mais delongas, podem dar o play e seguir a sempre longa lista de links relacionados.

17: Prenda-se a Faca

Nesta semana, resolvemos repetir o formato "pot-pourri" (inaugurado no episódio 6), de forma um pouco mais bem humorada.

Primeiro, o assunto inevitável da semana: a "arcoirisação" dos avatares no Facebook, quer dizer, a decisão da Suprema Corte dos EUA de considerar o casamento gay uma liberdade individual fundamental, obrigando os estados a celebrá-lo.

Em seguida, passamos para a Grécia e sua esquizofrênica política econômica, que esta semana parece estar em um ponto crítico, com bancos fechados por falta de dinheiro, moratória ao FMI e um referendo para aceitar ou não a ajuda e a ingerência do resto a União Européia.

Em terceiro lugar, o tópico que dá nome a esse episódio, a lei que vai resolver todos os problemas de violência no Rio de Janeiro: a proibição do porte de armas brancas, sob pena de multa de até R$ 24.000. 

Finalmente, revisitamos a guerra entre taxistas e o Uber, que ganhou novas dimensões tanto aqui quanto no além-mar. Na França (onde mais?), taxistas fizeram um protesto violento, queimaram carros e trancaram o trânsito de Paris; o governo proibiu o Uber e, em seguida, prendeu seus diretores. Enquanto isso, em São Paulo, os vereadores estão a um passo de passar uma lei que também proíbe o serviço na cidade. 

Casamento gay nos EUA (de 14:08 até 23:25)

  • Em decisão histórica, Estados Unidos legalizam casamento gay (Folha de S. Paulo)
  • Voto de "juiz que legalizou" casamento gay nos EUA viraliza (Terra)
  • Como os conservadores da Suprema Corte explicaram seus votos contra o casamento gay (Quartz, em inglês)
  • As passagens mais #mimimi do voto de Antonin Scalia contra o casamento gay (Vanity Fair, em inglês)
  • Texto de Flavio Morgenstern contra a decisão

Crise na Grécia (de 23:28 até 37:51)

  • Às vésperas de possível calote, Grécia decreta feriado bancário e controle de capital (Estadão)
  • Grécia não pagou a dívida com o FMI; o que acontece agora? (G1
  • Rodrigo Constantino (sim, aquele) faz um apanhando da história econômica recente da Grécia, e como a situação chegou no ponto que está hoje. 
  • Diretor do Cato Institute, em podcast (em inglês), explica como a situação atual deixa poucas opções ao país, e ainda menos incentivo para permanecer na zona do Euro. 
  • For Spain’s Mariano Rajoy, Greece crisis is a political gift (Financial Times)
  • Excelente episódio do podcast Planet Money sobre as possíveis consequências do referendo (em inglês)

Proibição do porte de armas brancas no Rio (de 37:56 até 41:22)

  • Pezão sanciona lei que proíbe porte de arma branca no Rio de Janeiro (G1
  • A lei sancionada

Taxistas em guerra contra o Uber (de 41:24 até 53:08)

  • Protestos contra o Uber acabam em violência na França (Deutsche Welle)
  • Uber está sendo 'cínico e arrogante', diz ministro francês sobre protestos (Folha de S. Paulo)
  • Taxistas enviam bandeira do Brasil para apoiar protesto contra Uber na França (O Globo
  • Dois gerentes do Uber são presos na França (O Globo)
  • Câmara de SP aprova projeto que proíbe aplicativo Uber (G1)
  • Proibição da Uber: a inconstitucionalidade do PL 349/2014 do Município de São Paulo (JusBrasil)

 

16: Ativismo Bom é Ativismo Aposentado

Esta semana, conseguimos um feito talvez inédito ao discutir dois assuntos que achamos nobres, mas que não gostamos da forma como costumam ser tratados ou implementados.

Primeiro, aproveitamos a premiação, nos EUA, das iniciativas de mobilidade urbana da prefeitura de São Paulo para discutir a implementação de ciclovias e corredores de ônibus na capital paulista, e as dificuldades de se tratar o assunto publicamente. 

Depois, pulamos para uma conversa mais ampla sobre sistemas de previdência, diante do recente veto seguido de uma Medida Provisória por parte da presidente Dilma determinando o fim do fator previdenciário e a adoção de uma nova forma de cálculo para determinar quando o trabalhador poderia recolher a aposentadoria integral. 

Antes de deixá-los com os links relacionados aos assuntos, queríamos aproveitar para registrar que chegamos ao incrível - para nós, ao menos - número de 1700 assinantes de nosso humilde podcast. Mais da metade deles chegados essa semana, ou pela indicação do post do Bruno de Moura Borges, ou pelo indefectível Mamilos, que na semana passada convidou o Solon, entre outros, pra ir conversar sobre desigualdade. Sejam todos bem-vindos, sintam-se à vontade, comentem, reclamem ou sugiram, e torcemos que gostem do que ouvirem por aqui.

Ciclovias de São Paulo (de 3:09 até 30:59)

Aposentadorias (de 31:01 até 1:11:55)

 

15: A Cruz dos Luditas

Nesta semana, resolvemos tratar de uma polêmica famosa e de um assunto digno de polêmica mas que ainda não recebe muita atenção. Primeiro, tratamos da proposta para transformar em crime hediondo o "ultraje a culto religioso" - ou a "cristofobia", como o assunto tem sido tratado na imprensa. Depois, comentamos alguns pontos de um longo ensaio publicado na revista britânica The Economist, sobre as crescentes dificuldades dos homens de baixa educação e poder aquisitivo em economias desenvolvidas. 

Mais do que nunca, essa semana recomendamos a leitura dos links abaixo, para contextualizar tudo que foi conversado ao longo de uma hora. Também, deixamos nosso agradecimento pela citação na lista de podcasts em português do Bruno de Moura Borges, no Medium. Por sinal, a lista está cheia de excelentes programas. 

Cristofobia (de 0:32 até 23:14)

Homens na base da pirâmide social (de 23:15 até 1:02:46)

  • Matéria e longo ensaio na The Economist
  • Versão traduzida, no Estadão, da matéria original 
  • Episódio 621 do podcast "Planet Money", sobre os Luditas
  • Episódio 48 do podcast "You Are Not So Smart", sobre a teoria do contato e formas de fazer pessoas mudarem de opinião em assuntos muito sérios
  • "O futuro da humanidade", comentário de Helio Schwartsman na Folha de S. Paulo, sobre questões relacionadas ao casamento assortativo.
  • Como a igualdade de gênero fez da Suécia um país mais rico (Público

 

14: Vai Para o Quarto Pensar no que Você Fez!

Apesar do que o título possa fazer você pensar, essa semana não discutimos educação ou psicologia infantil. Na verdade, acabamos conversando sobre dois assuntos criminosos: a discriminação e preconceito religioso, e o tráfico de drogas.

Mais especificamente, comentamos um pedido feito junto à Universidade Federal de Santa Maria para identificar quantos cidadãos israelenses existiam nos seus cursos de pós-gradução, bem como o recente julgamento e condenação à prisão perpétua de Ross Ulbricht, o americano criador do Silk Road.

Ainda ficou com alguma dúvida? Ótimo! Ouça o podcast, leia os indefectíveis links relacionados (esses aí embaixo) e se ainda assim achar que falhamos em tratar de algum assunto, deixe seu comentário ou mande um feedback pela área de contato.

E assim como fizemos durante a conversa, deixamos aqui nosso muito obrigado ao Rodrigo Lima, mais novo patrono (pra quem não lembra que história é essa, volte 4 casas até o episódio número 10) desse humilde podcast. Agora, enfim, aos links.

UFSM, lei de acesso à informação e a presunção de privacidade (de 0:30 até 22:10)

  • Ofício da UFSM motiva queixas de preconceitos contra israelenses (Zero Hora
  • UFSM diz que não vai informar nomes de israelenses vinculados à instituição (UFSM)
  • Reitor da UFSM comenta a polêmica em torno de documento (...) (Diário de Santa Maria
  • Ofício da UFSM: MEC diz que Lei de Acesso não pode violar direitos (Zero Hora)
  • STF confirma permissão para órgão público divulgar salário de servidor (G1)
  • Guia do portal oficial da Lei de Acesso à Informação, do Governo Federal

A saga do Silk Road e as complexidades da segurança pública (22:12 a 1:00:36)

 

13: Reforma Política, Take 2

Depois de uma tentativa frustada semana passada, quando esquecemos de apertar um certo botão vermelho, finalmente conseguimos gravar nossa conversa sobre reforma política. Acabou que ficou melhor, pois desta vez pudemos analisar os resultados de todas as votações, incluindo algumas ocorreram depois da gravação de terça passada (26/05).

Tentando fugir um pouco do noticiário do dia-a-dia, comentamos a iniciativa do Facebook de prover um acesso limitado à internet para pessoas sem condições de pagar por uma conexão normal, o internet.org. Ao mesmo tempo que o projeto tenta mitigar a exclusão digital, ele é alvo de críticas severas e importantes no que diz respeito à privacidade e efetividade como mecanismo de superação do chamado digital divide

Reforma Política (de 0:33 até 36:27)

Internet.org  (de 36:30 até 51:19)

12: Julgadores de Facebook

Depois de quase duas semanas do Solon encarando problemas de saúde, conseguimos voltar as gravações ao seu ritmo normal (talvez, ainda, com uma ou duas tossidas ao longo do processo). Assim, hoje é mais uma quinta-feira de 20 Centavos, dessa vez começando pelo primeiro caso de sugestão de assunto por um ouvinte: as recentes reviravoltas envolvendo STF, Congresso e Planalto em torno do sigilo dos contratos de financiamento do BNDES.

Na segunda parte, trouxemos do Facebook do Jorge para um ambiente mais propício a isso uma discussão que parte da lamentável morte de um médico no Rio de Janeiro, esfaqueado enquanto andava de bicicleta na Lagoa, e passa por questões como responsabilidade penal, livre arbítrio e até mesmo o Rolex do Luciano Huck. Podemos garantir que foi mais interessante e frutífera do que a versão por comentários no Facebook.

(Uma dica: caso alguém tenha problemas com os paywalls de algum site pedindo cadastro porque você estourou o limite de artigos gratuitos do dia, use o excelente encurtador naofo.de. Além de servir para evitar dar cliques em links que porventura não se goste - que incentivem algum tipo de violência, por exemplo - ele acaba servindo para ter acesso a esse tipo de texto sem precisar criar cadastros ou coisa que o valha.)

O sigilo nos contratos do BNDES (de 0:32 até 17:28)

Quem são as vítimas da violência? (de 17:31 até 53:42)

P.S.: Até onde pudemos pesquisar, de fato não existe possibilidade de julgar um menor de 18 anos como adulto, no Brasil, ao contrário do que o Solon sugere em algum momento da conversa. 

 

11: Coletivo de Jabutis

Sim, estamos atrasados. Acontece que uma das tantas dificuldades envolvidas na produção de um podcast, mesmo um tão simples quanto o nosso, é a necessidade de ter voz. E durante essa semana, uma laringite acabou com a do Solon. Por isso, só conseguimos gravar nessa última sexta-feira - e ainda assim, no mínimo vocês poderão notar algumas tosses ao longo da conversa.

Mas dizem que antes tarde do que nunca. Então, aqui está nosso episódio 11. Como sempre, abaixo os assuntos tratados e os links relacionados. Além disso, queríamos deixar registrado nosso agradecimento à Camila Gadelha por ser a primeira patrona de nosso podcast, através de nossa página no Patreon

Como esperado, o Senado aprovou a indicação de Luiz Edson Fachin para o STF (de 01:18 até 25:48)

Os jabutis do Congresso (de 25:52 até 35:39)

  • Medida Provisória 668 / 2015 (Câmara Federal)
  • Câmara terá reforma e shopping bilionários; veja detalhes (Exame)
  • Câmara aprova aumento de imposto sobre bebidas importadas (Estadao)
  • ‘Eu mesmo não sei o que é atividade fim e atividade meio’, diz ministro do Trabalho (Estadao)

O "envergonhamento público" de Alexandre Padilha (de 35:42 até 48:55)

  • O vídeo do ocorrido
  • Insultado em restaurante, Padilha afirma que clima é de intolerância (Folha)
  • Resposta de Padilha, em sua página no Facebook
  • Exemplos do nível da discussão gerada. De um lado, Augusto Nunes (blogueiro na Veja): “Um brasileiro indignado estragou o almoço do ex-ministro Alexandre Padilha: ‘Ele nos brindou com gastos de 1 bilhão que nós todos aqui, otários, pagamos até hoje’”. De outro, Eduardo Guimarães: “Além de mesquinho, endinheirado que agrediu Padilha é incompetente”.

10: Tara Legiferante

Hoje é dia de reclamar do excesso de legislação e regulamentação em dois casos recentes, no Brasil: rotulação de produtos com transgênicos e carteira de habilitação para ciclistas (em Belo Horizonte). Não se preocupem, mesmo concordando que há excesso de zelo em ambos os casos, ainda conseguimos encontrar pontos de discordância suficiente para, espera-se, tornar a conversa interessante para todos.

Antes de colocarmos os links relacionados à conversa dessa semana, temos algumas novidades e pedidos. Primeiro, como alguns talvez já saibam por nossa página no Facebook ou por terem notado a nova aba aqui no site, agora temos também um blog. Depois da discussão sobre as manifestações no Paraná, no episódio anterior, sentimos a necessidade de esclarecer ou expandir alguns pontos por meio de texto, e essa foi a forma que pareceu mais adequada.

Além disso, criamos nossa "caixinha" no Patreon, um site onde é possível se tornar um "patrono" de nosso podcast, com contribuições do tamanho que seu bolso achar confortável. Por enquanto, não criamos nenhum "objetivo" específico de financiamento nem estabelecemos contrapartidas para os patronos, mas saibam que não é por falta de vontade, mas sim de tempo e criatividade.

O que nos leva, enfim, aos pedidos. Começando, claro, por pedir que quem se sentir de alguma forma generoso, que pense seriamente em se tornar um patrono do 20 Centavos. Mais do que potencialmente nos ajudar a pagar o bolo e o café pós-gravação, é uma forma de sabermos que tem gente realmente interessada pelo que estamos produzindo. E por essa mesma razão, reiteramos o pedido para que usem todas as formas de contato à sua disposição para comentar os episódios, algum assunto relacionado, sugerir algum novo assunto, xingar quaisquer de nós, pedir pra participar de alguma gravação, demandar um convidado, dar ideias de objetivos e prêmios para o Patreon, o que passar por suas cabeças. Nós fazemos o podcast porque gostamos, mas também porque esperamos que tenha quem goste de ouvir. 

Dadas todas as notícias e feitas todas as ressalvas, aos assuntos e links dessa semana:

Como escutar o podcast (de 0:31 até 4:25)

  • Nossa lista de apps recomendados
  • Uma lista dos melhores 6 apps de podcast para Android
  • Uma lista dos melhores 3 apps para Windows Phone

Rotulagem de transgênicos (de 4:26 até 31:42)

Carteira de Habilitação para Ciclistas (de 31:47 até 46:20)

9: Já para a Sala do SOE

Depois de dois episódios mais longos do que o nosso ideal, hoje trazemos uma versão um pouco mais curta, para dar um respiro a todos. Mas não esperem, por isso, que só tratemos de amenidades. No espírito dos tempos de colégio, acabamos mandados para o SOE (Serviço de Orientação Educacional, pros que não tiveram o prazer de conhecê-lo) para ouvir que não interessa quem começou, que é errado brigar com o coleguinha.

Telefônicas (de 0:32 até 13:05)

Violência no Paraná (de 13:08 até 29:41)

Desobediência Civil (de 29:45 até 49:12)

8: Podcast Sujo

O episódio de hoje cobriu três assuntos com graus crescentes de discordância entre os apresentadores. Nos excedemos um pouco no tempo, mas trouxemos uma pequena novidade sonora na edição.

Voto Distrital (de 1:33 até 19:55)

Blogs sujos (de 20:00 até 39:55)

De Braços Abertos (de 39:57 até 1:13:53)

  • Prefeitura de São Paulo faz ação na Cracolândia e amplia o programa
  • Artigo do Huffington Post sobre a real causa do vício
  • Longa matéria (em inglês) do Malcolm Gladwell sobre a dificuldade de criar políticas públicas para problemas que envolvem questões morais, como moradores de rua e alcoólatras. 
  • Matéria da Motherboard (também em inglês) sobre um programa, em Seattle, que trata alcoólatras com estadia em um abrigo e bebidas. 

7: De Volta ao Bazar

Hoje foi um podcast com menos divergência e mais rabugices. Nos sentimos um pouco como dois velhos jogando dominó na praça e reclamando da juventude.  

Para começar, tocamos em um assunto que, a nosso ver, está sendo discutido em termos falsos: a terceirização. (de 00:32 até 24:45). Será mesmo que os trabalhadores podem ser prejudicados? Será que, ao regular esse assunto, o governo não estaria nos condenando a um crescimento pífio da produtividade?

Em seguida, entramos em um tema que mexe muito com o senso comum de justiça, que é a discriminação de preços. Embora seja ponto pacífico entre os economistas que esse é um fenômeno que, ao mesmo tempo, melhora a alocação de recursos e o bem-estar das pessoas – em especial das mais pobres – quando são cobrados valores diferentes de cada um pelo mesmo produto ou serviço, uma luzinha vermelha dizendo "injustiça" acende nas cabeças de todos nós. (de 24:45 até 39:21)

Para encerrar, comentamos a sugestão do juiz Sérgio Moro de encarcerar os condenados por lavagem de dinheiro logo após a sentença de primeira instância, sem necessidade de esperar o trânsito em julgado. Embora os processos judiciais que parecem não ter fim no Brasil sejam fontes de muitas injustiças, atalhos como esses podem trazer mais problemas do que soluções nos médio e longo prazos. (de 39:21 até 52:49)

  • Reclamação sobre os efeitos da Lava-Jato na economia
  • Artigo de Sérgio Fernando Moro e Antônio Cesar Bochenek recomendando a prisão imediatamente após o julgamento de primeira instância para crimes graves

Aguardamos seus comentários!

6: Pot-Pourri

Nessa semana, tivemos alguns acontecimentos fora do script normal. Primeiro, por causa de uma viagem do Jorge, fizemos a gravação na quarta-feira. Gerou mais correria para editarmos a tempo, mas não deve fazer grande diferença para quem ouvir.

Além disso, devido ao grande volume de assuntos de nosso interesse nos últimos dias, acabamos tentando fazer uma espécie de "rodada Facebook da semana", abordando mais assuntos de forma um pouco mais rápida. Falamos da manifestação dos taxistas de São Paulo contra o Uber, das novas sacolinhas plásticas em São Paulo, e da punição de um norte-americano a 18 anos de cadeia por operar um site de "pornô de vingança".

Nesse último, porém, acabamos enveredando por alguns outros assuntos relacionados, como liberdade de expressão e discussões em redes sociais, que acabou rendendo mais conversa e ocupando o espaço de um segmento normal desse podcast.

Como sempre, abaixo deixamos os (muitos) links relacionados aos assuntos comentados. E também como sempre, convidamos a todos para que deixem seus comentários, reclamações, piadas, xingamentos ou coisa semelhante nesse post, no formulário de contato ali em cima, ou na nossa página no Facebook

1. Taxistas de São Paulo vs. Uber (de 00:31 até 11:15)

2. Sacolinhas plásticas: a nova polêmica de São Paulo (de 11:39 até 24:20)

3. Pornô de vingança, liberdade de expressão e discussão em redes sociais (de 24:20 até 59:02)

P.S.: Pedimos desculpas aos ouvintes por alguns problemas técnicos na gravação dessa semana, que afetaram a gravação da voz do Solon. Prometemos não repetir para a próxima.

5: Ame-o, Deixe-o ou Xingue-o

Para debater pragmatismo e moralidade na concepção de políticas públicas, falamos de saúde e controle de armas. (de 00:32 até 32:01)

  • Artigo da Spotniks sobre a redução da criminalidade em Chicago após o relaxamento do controle de armas.
  • Dois artigos da Chicago Magazine sobre as táticas heterodoxas de contabilidade criminal.
  • Um enorme artigo no Vox.com sobre as estatísticas de homicídios por policiais, nos EUA.
  • Episódio 201 do Freakonomics Radio.

Em seguida, examinamos o conceito Exit, Voice, and Loyalty de Albert O. Hirschman e tentamos entender por que o Solon quer se mudar para fora do país, mas o Jorge, por ora, não. (de 32:03 até 1:04:11)

  • Exit, Voice, and Loyalty.
  • Matéria da Forbes sobre o mercado do visto EB-5, oferecido pelo governo dos EUA para quem investir US$ 1 milhão em uma empresa no país.
  • Visão geral de como funciona o programa "Express Entry" para quem quiser tentar emigrar para o Canadá.
  • "Sem vaga em abrigo da prefeitura, haitianos lotam salão de igreja", na Veja.
  • Matéria de 2011, na Folha de S. Paulo, sobre o projeto de lei que permitiria contratação de pilotos estrangeiros por linhas aéreas brasileiras.

4: Controlled Flight into Terrain

Corajosos que somos, resolvemos falar de aborto (de 00:37 a 17:52):

E em meio à conversa, ainda escapamos para o mundo do transhumanismo, biohacking e "grinding" (de 17:52 a 22:40):

Em feedback sobre o podcast 3, André nos manda a música Knoxville Girl (de 22:40 a 29:27)

Para fechar o programa, falamos sobre o acidente/atentado da Germanwings (de 29:27 a 1:00:08)

E não deixem de escutar o Mamilos #18.

2: Ministério da Corrupção

Inspirados pelas manifestações de 15 de março, discutimos alguns assuntos correlatos:

  • Pedágio intelectual
  • Quais efeitos o Facebook e o Twitter têm sobre a forma e o conteúdo das discussões
  • Reforma política vs. corrupção
  • Pesquisas de opinião com manifestantes na Folha e no Datafolha.
  • Artigos da revista Vice sobre os dias 15 e 13 de março.

Em seguida, conversamos sobre a onda anti-vaxxer nos Estados Unidos para tentar entender como a necessidade de vacinação em massa pode ser atingida em uma sociedade livre.

Apoio: Radiola Design & Publicidade, que fez nosso logotipo.